domingo, 4 de dezembro de 2016

Uma arvore que nunca fica sem frutos, mesmo que não seja visto.



Nasceu em 2006,formou em todo este tempo até 2016 ,de todos os ramos,Jardim Olinda,Vila Missionária,Diadema,Jardim São Carlos,Itaquera,valo Velho,Mauá,Jardim dos Álamos, Mogi das Cruzes...
Formando a primeira turma do curso básico em teologia no ano de 2007 no total de 62 alunos, totalizando hoje em 2016. 234 formandos do curso básico em teologia espalhados na Seara do Mestre.
No ano de 2008,deu-se inicio ao curso superior em teologia ,formando 2011 a primeira turma do Curso superior em teologia,totalizando hoje em 2016,em Todos os Seminários58 bacharelandos espalhados pelo mundo.
Em 2015,surge o curso de pós.graduação,com 7 graduados em teologia e um atendimento via internet para quem se interessar.

Matriculas abertas para 2017.
Inicio das aulas.
Bacharel Sábado.Dia 21 /01/2017
Das 9.h00 as 12h00
Bacharel Noturno.Dia 23 /01/2017]das 19h30m as 21h30m
Basico Noturno.Dia 23/01/2017 . das 19h30 as 21h30m.
Pela internet qualquer época.

 SEMINÁRIO TEOLÓGICO DE ENSINO  
    SUPERIOR DAS ADJABAQUARA
Endereço: Av. Diederichsen -1042.
   Vila Guarani - Jabaquara 
         São Paulo – SP  

      Inicio das aulas:
·         Básico em Teologia.Dia 23/01/2017
·         Superior em Teologia. Dia 23/01/2017
·         Superior aos sábados.Dia 21/01/2017
·         Pós-graduação Lato Sensu (on Line)


Endereço: Av. Diederichsen -1042.
   Vila Guarani - Jabaquara 
         São Paulo - SP 

Fones :   (11) 50172460 /  56229897 
Email. 
setesjabaquara@yahoo.com.br



SEMINÁRIO TEOLÓGICO DE ENSINO  
    SUPERIOR DAS ADJBAQUARA

Igreja Evangélica Assembleia  
    de  Deus no Jabaquara.

Cultos: Terça, Quinta e Domingo.
  Seminários: Segunda e Sábado
         Escola Dominical: 9:00h
          Ministério Madureira


Tudo em Teologia, inteiramente a sua disposição.
Cursos: Básico, Superior, e Pós- Graduação, Presencial e a Distancia.

        Diretor Executivo:
Pr. Presidente. Silvano Doblinski

       Diretor Administrativo:
      Pr .  Júlio M. de Sena


Informações :
 Fones : (11)56229897 / 50172460
         

Email. 
julsena@terra.com.br
setesjabaquara@yahoo.com.br

    Avenida Diederichsen, 1042.    
     Vila Guarani – Jabaquara - SP


Texto Extraído Manual da Harpa Cristã, edições CPAD, 1ª edição, 1999, pgs. 11/16.




Conheça a história da Harpa Cristã - O hinário oficial das Assembleias de Deus
A primeira edição foi lançada na cidade de Recife, em 1922
Eusébio de Cesaréia (260-340) é considerado, com justa razão, o pai da História da Igreja Cristã. O que poucos estudiosos sabem é que ele foi também um grande apreciador da verdadeira música sacra. Embora vivesse num período em que esta apenas ensaiava seus primeiros passos, pôde Eusébio externar-se muito emocionado:
"Nós cantamos o louvor de Deus com saltério vivo. Porque mais agradável e caro a Deus do que qualquer instrumento é a harmonia da totalidade do povo cristão. Nessa cítara é a totalidade do corpo, por cujo movimento e ação a alma canta hinos adequados a Deus, e nosso salteio de dez cordas é a veneração do Espírito Santo pelos cinco sentidos do corpo e as cinco virtudes do espírito".
Nós, pentecostais, também temos o nosso saltério; a Harpa Cristã. Ao longo dessas décadas de avivamento e visitações contínuas ao cenáculo, vimos caracterizando-nos como uma fervorosa comunidade de adoração. E não foi sem motivo que os pioneiros oficiais houveram por bem denominar nosso hinário oficial de Harpa Cristã. Vejamos, pois, a natureza e a formação de nosso hinário.
I. O que é a Harpa Cristã

A Harpa Cristã é o hinário oficial das Assembleias de Deus no Brasil. Ela foi especialmente organizada com o objetivo de enlevar o cântico congregacional e proporcionar o louvor a Deus nas diversas liturgias da igreja: culto público, santa ceia, batismo, casamento, apresentação de crianças, funeral, etc.

A sua primeira finalidade é transformar nossas igrejas e congregações em comunidades de perfeita adoração ao Único e Verdadeiro Deus. Não pode haver igreja sem louvor.


II. O início do cântico congregacional da Assembleia de Deus no Brasil


Em seus primórdios, a Assembleia de Deus usava os Salmos e Hinos , que também era utilizado por diversas igrejas evangélicas históricas. Mas em virtude de nossas peculiaridades doutrinárias, os pioneiros sentiram a necessidade de um hinário que também enfocasse as doutrinas pentecostais.

III. O cantor pentecostal
Em virtude dessa premência, foi lançado em 1921, o Cantor Pentecostal. Impresso pela tipografia Guajarina, sob a orientação editorial de Almeida Sobrinho, tinha o pequeno hinário 44 hinos e 10 corinhos.

O Cantor Pentecostal foi distribuído pela Assembleia de Deus de Belém do Pará que, naquela época, achava-se localizada na Travessa 9 de janeiro, nº 75.

IV. O surgimento da Harpa Cristã

Em 1922, foi lançada em Recife (PE) a primeira edição da Harpa Cristã, que viria a se tornar no hinário oficial das Assembleias de Deus. Sob a orientação editorial do Pastor Adriano Nobre, teve uma tiragem inicial de mil exemplares e foi distribuída para todo o Brasil pelo missionário Samuel Nyström.

A segunda edição da Harpa Cristã, já com 300 hinos, foi impressa nas Oficinas Irmãos Pangeti, no Rio de Janeiro, em 1923. Já em 1932, tinha a Harpa Cristã 400 hinos.

V. A elaboração dos hinos

Na elaboração de nossos hinos, muito contribuiu o missionário Samuel Nyström. Apesar de não ter perfeito conhecimento da língua portuguesa, ele traduziu, literalmente, diversas letras da riquíssima hinódia escandinava. Para que os poemas fossem adaptados às suas respectivas músicas, foi necessário que o Pastor Paulo Leivas Macalão empreendesse semelhante tarefa. Por isso, o Pastor Macalão tornou-se o principal elaborador e adaptador de nosso hinário oficial.

VI. A Harpa Cristã com letra e música

Em 1937, a Convenção Geral das Assembleias de Deus, reunida em São Paulo, nomeou uma comissão para editar e imprimir a primeira Harpa Cristã com música. Desta comissão faziam parte: Emílio Conde, Samuel Nyström, Paulo Leivas Macalão, João Sorhein e Nils Kastiberg. Neste empreendimento também tomou parte ativa o Dr. Carlos Brito.

VII. A Harpa Cristã com 524 hinos
Com o passar dos tempos, outros hinos foram sendo acrescentados até que o nosso hinário oficial atingisse 524 hinos. Número esse que, durante várias décadas, caracterizou a Harpa Cristã.
Até 1981, quase todos os hinos da Harpa Cristã já haviam sido revisados. Os mais altos foram transpostos para tons mais acessíveis ao cântico congregacional.

VIII. A Harpa Cristã atualizada

Em 1979, mediante proposta apresentada pelo Pastor Adilson Soares da Fonseca, o Conselho Administrativo da CPAD, cumprindo resolução da Assembleia Geral da CGADB reunida em Porto Alegre, naquele ano, nomeou uma comissão para proceder a uma revisão geral da música e da letra da Harpa Cristã.

A comissão era formada pelos seguintes Pastores: Paulo Leivas Macalão, Túlio Barros Ferreira, Nicodemos José Loureiro, Antonio Gilberto e João Pereira. Nesta empreitada, também tomou parte ativa o Pastor e consagrado poeta Joanyr de Oliveira. Em termos técnicos, os trabalhos contaram com dois obreiros especializados: João Pereira, na correção e adaptação da música; e Gustavo Kessler, na revisão das letras.

Lançada em 1992, a Harpa Cristã Atualizada foi aceita em muitas igrejas, mas a maioria optou por ficar com a Harpa Tradicional. De qualquer forma, a experiência serviu para rever a hinódia pentecostal, tornando-a mais viva e participativa em nossas reuniões.

IX. A Harpa Cristã ampliada

Tendo em vista as necessidades de nossa igreja, a CPAD, sob a direção executiva de Ronaldo Rodrigues de Souza, compreendeu ser urgente a ampliação da Harpa Cristã tradicional. Foram acrescentados mais 116 hinos a fim de atender a todas as exigências cerimoniais e litúrgicas da igreja.

A Harpa Cristã Ampliada , lançada em 1999, com 640 hinos, representa mais um avanço da já riquíssima hinódia pentecostal.

Conclusão


A Harpa Cristã é o hinário oficial das Assembleias de Deus com 640 hinos que são entoados nos cultos congregacionais. A primeira versão conhecida com letra e música data de 1929 com originais manuscritos e copiada em processo mimeográfico.
Em 1941, teve sua primeira edição impressa, tendo participado deste trabalho os irmãos Samuel Nyström, Paulo Macalão, Jahn Sorheim e Nils Katsberg.
Em Janeiro de 1999, a CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus - publicou a Harpa Cristã Revisada e Ampliada com 640 hinos.

Rogamos a Deus, pois, para que a Harpa Cristã continue a levar o Evangelho de Cristo e o avivamento a todos os cantos de nosso país. Cantando também se evangeliza. Cantando também se promove o avivamento. Não foi o que fizeram nossos pioneiros?

PS : Existem hoje, no Brasil, diversas denominações evangélicas, de cunho pentecostal, que utilizam o nosso hinário. Essas igrejas, muitas delas neo-pentecostais, tem encontrado em nosso cancioneiro não somente a melodia, mas também a mensagem que faz a diferença no mundo espiritual.

Abaixo, os diversos modelos de Harpa Cristã, editadas pela Casa Publicadora das Assembleias de Deus no Brasil - CPAD. Organizada com objetivo de elevar o cântico congregacional e proporcionar um melhor louvor a Deus, a Harpa Cristã, com um total de 640 hinos, representa mais um avanço que auxiliará na divulgação do evangelho através do louvor a Deus. Além das Harpa Cristã , edições variadas, há também as publicadas junto com as diversas Bíblias, de cores e tamanho variados, agradando a todas as faixas etárias de nossas igrejas.


Harpa Cristã com Música Mi Bemol

Esta Harpa é para instrumentos de sopro que são do tom de Mi bemol: Requinta, Sax Alto, Tuba, Clarone Alto, Sax Horn, Genis, Sax Barítono. Da mesma forma que a Harpa em Si Bemol, esta Harpa só tem a clave de Sol, com duas notas somente, a primeira nota é a melodia do hino, a segunda seria a segunda voz do hino, no caso, a voz do contralto. Nesta Harpa, não possui a letra dos hinos e nem Cifras.


Harpa Cristã com Música Si Bemol (Bb)


Esta harpa é para instrumentos de sopro que são do tom de Si Bemol: Trompete, Clarinete, Sax Tenor, Sax Soprano, Barítono, Tuba. Nesta harpa só tem a clave de Sol, com duas notas somente, a primeira nota é a melodia do hino, a segunda seria a segunda voz do hino, no caso, a voz do contralto. Nesta Harpa, não possui a letra dos hinos e nem Cifras.

Texto extraído do Manual da Harpa Cristã, edições CPAD, 1ª edição, 1999, pgs. 11/16.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Adiquire a Verdade - Pastor Silvano Doblinski


Esboço da Pregação Ministrada pelo Pr. Presidente Silvano Doblinski no Culto de Santa Ceia da ADJabaquara de Agosto (11/08/2012)

Introdução.- O livro de Provérbios começa assim: “Provérbios de Salomão”. Ele foi um grande rei, famoso por seu saber e sua riqueza. Compôs 3.000 provérbios e 1.005 cânticos. Salomão estava qualificado de modo especial para escrever este livro. Deus lhe havia dado Sabedoria, grandíssimo entendimento e larga inteligência como a areia que está na praia do mar.
- Salomão foi o homem mais sábio da terra.
I Rs. 3.12: Eis que fiz segundo as tuas palavras, eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti teu igual não houve, e depois de ti teu igual se não levantará.
- Não teve antes e nem depois um homem tão sábio como Salomão.
- Neste capítulo Salomão está discursando sobre vários assuntos morais.
- Numa outra versão este versículo está assim: “Adquire a verdade e não a vendas: A sabedoria, a correção e o saber”.
- A palavra comprar aqui não está no sentido de pagar um valor monetário pela verdade.
- Mas no sentido de adquirir, de se obter a verdade com um esforço pessoal e dedicação.
- Aqui diz: “E não a vendas”.
- Não desfaça dessa verdade; não negocie essa verdade; não troque essa verdade por nada.
Pv. 2.7,8: Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos; escudo é para os que caminham na sinceridade.
      Para que guarde as veredas do juízo, e equidade, e todas as boas veredas.
- Como é importante guardar a verdade.
I- Encontramos a Palavra Verdade nas Escrituras Como Substantivo.
1-A Bíblia diz que Deus é a Verdade.
Dt. 32.4: Ele é a Rocha cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos juízo são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é.
- A verdade é uma característica moral e pessoal de Deus.
Sl. 25.5: Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação; por ti estou esperando todo o dia.
2- A Bíblia diz que Jesus é a verdade.
Jo. 14.6: Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.
- Jesus como a Verdade chocou os religiosos da época.
- Jesus é a Verdade de Deus que se tornou carne.
Jo. 8.32: E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
- A Bíblia diz que o Diabo é o pai da mentira.
I Jo. 3.8: Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o principio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.
3- A Bíblia diz que o Espírito Santo é a verdade.
Jo. 16.13: Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir.
- O Espírito Santo guia o crente em toda a verdade.
I Jo. 5.6: Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade.
4- A Bíblia diz que a Palavra de Deus é a verdade.
Jo. 17.17: Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.
Sl. 119.151: Tu estás perto, ó Senhor, e todos os teus mandamentos são a verdade.
- A Palavra de Deus se opõe a toda mentira.
- Amados a verdade santifica o crente.
Jo. 17.19: E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.
II- Encontramos a Palavra Verdade na Bíblia Como Predicado.
Ef. 4.25: Pelo que deixai a mentira e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
- O crente tem que ter a verdade como uma virtude em sua vida.
- A verdade na vida do crente tem que ser uma coisa normal, da sua índole como filho de Deus.
Ef. 6.14: Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça.
II Co. 13.8: Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade.
- A verdade sempre será vencedora em tudo.

domingo, 27 de novembro de 2016

Na cruz Ele disse...

Sete palavras que perduram para eternidade..............
1 - Perdão . Pai perdo-lhes ; porque não sabem o que fazem.
2 - Abertura no céu . Em verdade te digo que hojes estará comigo
3 - Amor e Proteção . Mulher eis o teu filho....
4 - Substituição . Deus meu...Deus meu pq me desamparastes?
5 - Sede de redenção...Tenho sede
6 - consumação da redenção : Tudo esta consumado
7 - entrega ao Pai : Pai..Nas tuas maõs entrego o Meu Espírito.

A Necessidade de Um Cristianismo Autêntico - Autor Pr. Silvano Doblinski

Ministrado no Culto de Doutrina ADJabaquara do Dia 09/08/2011  
Mt. 5.17-48                                                                         
                                                                           
Int.- Esses versículos que nós lemos, é uma parte do sermão da montanha; o sermão mais importante que Jesus proferiu no Seu ministério terreno.
      Neste sermão Jesus ensina como o filho de Deus deve proceder na sua vida para ser abençoado; Jesus ensina as leis do Reino de Deus, que são diferentes das leis do homem natural.
      As leis do homem natural, são leis baseadas na racionalidade, em conformidade com a lei da reciprocidade; aquilo que você me faz, eu também te faço.
      Mas as leis do Reino de Deus, são baseadas no amor, no perdão e na misericórdia; que são totalmente diferentes das leis do homem natural.
V.20- Jesus mostra que a nossa justiça deve exceder a dos escribas e fariseus, porque senão não entraremos no Reino dos céus.
- Fariseu era uma seita judaica que insistia no cumprimento rigoroso da lei.
- Escribas eram os chamados doutores da lei, ou interpretes da lei.
- Eles aparentavam uma certa religiosidade, uma certa fachada; exigiam até mesmo aquilo que não praticavam, mas o que faziam não era baseado no amor a Deus e nem em amor ao próximo.
- Por isso Jesus pediu que fôssemos melhores que os escribas e fariseus.
I- As Características do Verdadeiro Cristão.
      Para sermos plenamente abençoados por Deus, precisamos viver um cristianismo autêntico.
      Não podemos viver uma fachada de cristão só para inglês ver.
- Ou somos cristãos verdadeiros e completos ou não somos.
- Não existe meio cristão.
- Quem nos abençoa por aquilo que somos é Deus e não o homem.
- Podemos até mostrar uma fachada bonita para os homens verem. Mas o mais importante é o que Deus vê em nós.
Mt. 7.20- Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
- Jesus está dizendo aqui que o crente é conhecido pelo seu fruto.
- Hoje no meio evangélico está havendo uma inversão de valores; as pessoas estão valorizando mais os dons do que os frutos; mais os dons do que o caráter.

Mt. 7.21-23- Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
      Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas?
      E, então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
- O cristianismo deve ser vivido com toda a seriedade, e em toda a sua plenitude.
- Temos que praticar toda a Palavra de Deus; e não somente aquelas partes que gostamos.
- Temos que ser o mesmo cristão em todo o lugar e em todo o tempo.
- Não somente aqui na Igreja, na hora do culto.
- Deus conhece toda a nossa vida, e aquilo que está em nosso coração.
- Podemos até enganar o homem, mas a Deus não tem como enganar.
- Muitos cristãos não são plenamente abençoados porque vivem uma vida dupla.
- Deus exige exclusividade nossa em servi-lo para nos abençoar.
- Não podemos estar com um pé na igreja e outro no mundo.
- Ou amamos a Deus e aborrecemos o mundo.
- Ou amamos o mundo e aborrecemos a Deus.
I Jo. 2.15-17- Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
      Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
      E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.
- Deus não abre mão que nós vivamos os seus princípios.
- Não podemos ser piedosos aqui dentro e mentirosos lá fora.
- Não podemos ser de oração aqui dentro e falarmos maus dos outros lá fora.
- Não podemos falar em línguas estranhas aqui dentro e sermos desonestos lá fora.
- Não conseguiremos as bênçãos de Deus, pelo simples fato de freqüentarmos os cultos da igreja.
- Como desencargo de consciência; como cumprindo a nossa parte.
- O que conta para Deus é como somos como cristãos no dia a dia.
- Não tem como enganar a Deus.
- Sendo um briguento lá fora e um santinho aqui dentro.
- O nosso culto é aceito por Deus, por aquilo que fazemos e por aquilo que somos.
Exemplo: Temos o exemplo da oferta trazida por Caim e outra por Abel.
Hb. 11.4- Pela fé, Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e, por ela, depois de morto, ainda fala.
I Jo. 3.12- Não como Caim, que era do maligno e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas.
- A diferença entre Caim e Abel estava nas obras, naquilo que eles faziam.
- A oferta de Caim era bonita, mas não foi nisto que Deus olhou.
- Como servos de Deus, nós devemos vigiar e nos cuidarmos muito, para não sermos como os fariseus.
- E outra coisa importante: Não podemos julgar e nem medir o cristianismo dos outros; cada um deve cuidar do seu cristianismo, que já é muito difícil.
Mt. 7.1-5- Não julgueis, para que não sejais julgados, porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
      E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não vês a trave que está no teu olho?
      Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
      Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.
II- O Segredo de Alcançarmos as Bênçãos de Deus.
      O grande desejo de cada cristão é ser abençoado por Deus.
      E para isso muitos cristãos fazem campanhas; vão atrás de grandes pregadores; procuram esses segredo em muitos livros; procuram uma igreja onde a benção está sendo derramada.
- Mas o Evangelho é simples.
- O cristianismo é muito claro.
- Se nós agradarmos a Deus, a Sua benção será derramada sobre nós.
Ef. 5.17- Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.
- A vontade de Deus é que nós pratiquemos a Sua Palavra e vivamos os Seus princípios.
Tg. 1.21,22- Pelo que, rejeitando toda imundícia e acúmulo de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar a vossa alma.
      E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.
- Muitas vezes passamos a vida toda apanhando para aprendemos como ser abençoados.
- Muitas vezes seguimos conselhos errados; de pessoas fracassadas.
-As vezes pensamos que é complicado recebermos bênçãos.
- Mas a palavra chave da benção: é obediência.
- Obedecer é abrir mão do desejo da tua carne, para fazer a vontade de Deus.
- Obedecer é abrir mão dos teus sentimentos, para receber os sentimentos de Deus.
- Obedecer é renunciar a si mesmo, e seguir a Jesus.
- Um dos versículos que eu mais gosto.
Nee. 8.10- Disse-lhes mais: Ide, e comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque esse dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força.
- A alegria do Senhor é a vossa força.
- Quando Deus se alegra você é abençoado.
- E quando Deus se alegra?
- Quando você faz a Sua vontade?
- Quando você vive os Seus princípios.
Conclusão: Quando somos cristãos verdadeiros e autênticos, não tem como Deus não nos abençoar. Deus é fiel a Sua Palavra. Deus simplesmente cumpre a Sua Palavra. O nosso grande desafio nos dias modernos, é o de ser um verdadeiro servo de Deus. Tudo a nossa volta conspira contra nós, para não vivermos os princípios de Deus. Mas aceitamos o desafio, e Deus nos ajudará, nos dando da Sua graça.